Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

27
Jul22

Douradinhos de Seitan (receita macrobiótica)

Mónica Lice

Douradinhos Seitan Macrobiótica.JPG

 

Esta é uma das minhas receitas macrobióticas preferidas de sempre, que ficou nas minhas memórias do palato, desde o tempo da Faculdade e da Cantina Macrobiótica do ISCTE (quem se lembra?).


Trata-se de uns douradinhos de seitan, muito fáceis de preparar, e tão bons que, cá em casa, são do agrado de todos: miúdas e graúdos.

15
Jun22

Alimentação macrobiótica

(receitas)

Mónica Lice

receitas macrobiótica.png

 

Desde maio que passei a assumir uma alimentação vegan, essencialmente de base macrobiótica, aqui em casa.

 

Depois das restrições na alimentação, que o meu marido tinha por ser doente renal, em tratamentos de hemodiálise, tudo mudou no pós-transplante. Assim, a maior parte dessas restrições desapareceu e o que dantes era nocivo (verduras, cereais integrais, legumes e leguminosas) passou a ser desejável e bom.

04
Mar22

10 restaurantes vegetarianos em Lisboa

Mónica Lice

10 restaurantes vegetarianos em Lisboa.png

Brunch Vegan do restaurante Orteá Vegan Collective.

 

Cá em casa, somos cada vez mais adeptos de uma alimentação de base vegetariana.

 

Foi uma decisão tomada há quase 2 anos, na altura por questões de saúde do meu marido, e a verdade é que em boa hora o fiz. Para além de bem nutritiva, esta alimentação faz-me sentir bem e noto que todo o meu organismo funciona melhor assim.

 

Para além da questão de saúde, pesou muito a minha experiência durante os tempos de Faculdade. Nessa altura, era presença assídua na Cantina Macrobiótica do ISCTE, onde provei, pela primeira vez na vida, comida macrobiótica.

 

Posso-vos dizer que, se primeiro estranhei, rapidamente fiquei rendida, a ponto de ainda hoje ter saudades de alguns dos pratos que por lá comia e os quais não tenho, infelizmente, a receita.

 

O meu Instagram (podem seguir-me em @monicalice) está repleto de receitas vegan, que faço com mais ou menos frequência cá em casa. Pelo que, se quiserem receitas vegan, aconselho a que procurem o hashtag #receitasdamónicalice.

 

Mas isso não significa que não goste de descobrir restaurantes onde "a carne e o peixe não entram", e onde, claro, se pode comer pratos deliciosos e bem confecionados.

 

Para quem aprecia este género de comida ou gostava de se aventurar em novos sabores, deixo-vos uma lista dos meus vegetarianos/macrobióticos preferidos de Lisboa (e aceito, claro, outras sugestões para troca!).

 

1. The Temple Food

Beco do Jasmim, n.º 18

Lisboa

Fica no meio da Mouraria, num espaço pequeno, mas simpático, com a cozinha à vista, onde tudo é preparado com calma e amor.

Só funciona aos jantares, e terça-feira a domingo, e o menu varia diariamente, consoante os alimentos encontrados no mercado.

São poucos os pratos disponíveis, mas todos invariavelmente deliciosos.

Recomendo que partilhem as entradas e o prato principal - dá para provar tudo e saímos de lá perfeitamente saciados. Recomendo ainda a reserva!

Se estiver bom tempo, aproveitem as mesas exteriores e comam na rua.

Ronda os €20/25 por casal.

 

2. Bio Restaurante Vegetariano

 

O que procura?

Sigam-me

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D