Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

04
Abr16

Nous a Paris

Mónica Lice

1paris.jpg

 

Quando planeámos as férias da Páscoa, e depois de, no início de novembro, termos estado os 3 em Amesterdão, Paris foi dos primeiros destinos que nos veio à mente.

 

Confesso, porém, que, desde os acontecimentos do último novembro, ficou sempre a pairar sobre a minha cabeça uma nuvem ligeira sobre a (in)segurança naquela cidade.

 

Talvez seja sinal da idade e o peso da responsabilidade de ser mãe. Antes, quando era mais nova, nem uma sombra de receio me passava pela cabeça quando me decidia aventurar por destinos mais "exóticos" ou por viagens mais estranhas ou "audazes".

 

Para além de ter vivido quase cinco anos na Guiné-Bissau, fiz várias viagens por terra, mar e ar entre países africanos, sofri dois naufrágios e até fui de carro de Portugal a Bissau, só, com mais um casal de amigos, pelo deserto... E, em todas estas aventuras e vivências, foram raras as vezes que temi pela minha vida (aconteceu num dos naufrágios, mas, felizmente, tudo correu bem e, naquela altura, acho que nem me apercebi do real perigo pelo qual estávamos a passar).

 

Aventuras à parte, a viagem a Paris ficou marcada, "à conta de Deus", como costumo dizer, até porque sou crente e acredito na influência divina na minha vida.

 

Poucos dias antes da viagem, nova sombra, desta feita mais densa, depois das notícias de Bruxelas... Nessa altura, já tinha sido convidada pela La Redoute para um trabalho na capital francesa, que, por coincidência, calhou no nosso último dia de férias por lá. Por isso mesmo, mantivemos os planos, tentando não pensar muito na questão da segurança ou, mais concretamente, na falta dela.

 

Considerações feitas, a viagem correu bem, sem grandes sobressaltos. Mais uma vez, optamos por não levar o carrinho, mas sim a mochila de transporte (temos uma Manduca), que é adaptada ao peso da filhota e na qual ela se sente bem confortável (são raros os passeios em que não adormece).

 

E, tal como em Amesterdão, sentimo-la feliz e bem animada. Provavelmente, não se recordará de nada da viagem, mas estar três dias coladinha aos papás, entre passeios, sonecas, refeições e brincadeiras terá, certamente, sido do seu agrado.

 

Um dos desafios da viagem acabou por ser as refeições, já que foi a primeira grande viagem em que tivemos que lhe dar várias refeições. Para o efeito, optamos por levar sopas caseiras, congeladas, que guardámos no frigorífico do hotel, bem como sopas em boião e iogurtes (optamos por levar uns novos da Nestlé, que não necessitam de frio). Quanto à fruta, compramos maçã e pêra em boião, num supermercado de Paris, que ela adorou (foi a primeira vez que comeu de boião).

 

Como ela come bem, acabamos por não ter problemas, a esse nível. A logística, é, sem dúvida, maior, mas nada que não se faça com relativa facilidade.

 

Viajar com bebés é, obviamente, um desafio, mas acaba por ser extremamente compensador, a vários níveis. E, quando ela crescer, tem as fotos, para comprovar que um dia, no "alto" dos seus oito meses e meio, andou de carrossel no colo da sua mãe, com vista para a Torre Eiffel...

 

2inparis.jpg

 

Eu estou a usar a "super parka" da Vertbaudet, que me acompanhou na viagem. Já a filhota está com um casaco da Tuc Tuc e umas calças, super quentinhas, da Bóboli.

8 comentários

Comentar post

O que procura?

Sigam-me

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2006
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D