Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

24
Mai22

Closet Cleaning

O que é e como fazer?

Mónica Lice

Closet cleaning como fazer.png

 

Tem muita roupa e a sensação constante de que não tem nada para vestir?
 
Estima que veste 20 a 30% apenas do seu armário?
 
Não se preocupe, pois não é a única.
 
Estes são sentimentos comuns a grande parte das mulheres.
 
Acumular roupa é comum e mais frequente do que pensa. Entre compras não pensadas ou planeadas, compras por impulso e que acabam por não se encaixar no que já temos, até às mudanças de corpo, que fazem com que peças deixem de servir, há muitos e muitos factores que estão ligados à acumulação de peças.
 
 
Por outro lado, temos o flagelo do fast fashion, as marcas baratas que nos estão sempre a "bombardear" com novidades, criando em nós necessidades que nem sonhavamos que pudessem existir (e que não existem, na realidades).
 
Mas a verdade é que essas marcas nos fazem querer estar sempre a comprar, ao mesmo tempo que nos fazem duvidar das peças que já temos há mais tempo no armário, e que, desta orma, nos parecem quase datadas ou fora de moda.
 
E como nem toda a gente tem a "sorte" de ter um walking closet, bem grande, o armário parece muitas vezes pequeno, sobretudo em comparação com os quilos de roupa acumulados durante anos.
 
Com o tempo, vamos adquirindo cada vez mais peças. E, na maior parte dos casos, não conseguimos destralhar com a frequência desejada, não sendo capazes de nos desfazer daquilo que já não usamos há demasiado tempo para nos lembrarmos quando.
 
Uma das soluções para este problema, para além de começar a comprar menos (espreite as dicas sobre Compradora compulsiva - como deixar de ser?), é fazer uma arrumação e limpeza minuciosa ao seu guarda-roupa.
 
Comece por escolher um dia da semana para a organização do armário - esta é uma tarefa que deverá demorar várias horas, dependendo do volume de roupas que cada pessoa tem, pelo que será preferível fazê-lo ao fim-de-semana.
 
Costumo aconselhar a que se tire tudo (absolutamente TUDO) do armário e se coloque em cima da cama.
 
Assim, temos logo mais ou menos uma ideia da quantidade de peças que temos.
 
Depois, é ir analizando peça a peça e ir colocando de lado:
  1. As roupas que já não usa há mais de um ano!
  2. Aquelas que não lhe ficam bem, porque, por exemplo, deixaram de servirn.
  3. As que, à custa de muito uso, se deterioraram.
  4. Aquelas que têm manchas que a lavandaria não conseguiu tirar.
  5. Aquelas que ainda têm a etiqueta, porque nunca foram usadas sequer.
Com esta selecção deverá fazer o seguinte:
 
as peças velhas ou em mau estado deverão ir para a reciclagem - não adianta estar a guardar coisas que nunca mais serão usadas, nem por si, nem por ninguém.
 
Quanto às outras peças que ainda se encontram em bom estado - só deverá equacionar mantê-las no caso de estarem em excelente estado, e achar que um dia vai querer, mesmo, usá-las novamente. Claro que peças com elevado valor sentimental também podem ser guardadas.
 
Contudo, se estas peças não estiverem a uso, devem ser guardada em sacos ou caixas de arrumação, já que é um erro deixá-las a ocupar espaço no armário.
 
Quanto às restantes peças, pode:
 
Doar a alguém que precise ou a Instituições de Solidariedade Social (por exemplo, a Comunidade Vida e Paz, de Apoio aos Sem-Abrigo).
 
Vender, em páginas de Instagram criadas para o efeito, no OLX, na Micolet ou na Vinted.
 
Organizar um encontro de amigas, uma espécie de "café/chá de trocas" - cada uma leva, por hipótese, 5 ou 10 peças de roupa em bom estado que já não usa (ou que nunca sequer usou), e das quais se quer desfazer. Depois, só têm que trocar entre si - a ideia é que cada uma se desfaça das peças que levou, indo para casa com o mesmo número de peças, embora diferentes.
Esta é uma forma de renovar o armário sem gastar dinheiro, e deve ser feita com uma total abstração dos preços, pelo que as etiquetas (caso existam) devem ser retiradas - a ideia é trocar as peças e escolher aquelas que realmente ficam bem, independentemente dos valores e das marcas.
 
Voltando à seleção de roupas, é ainda importante certificar-se se tem ou não alguma peça de roupa que necessita de ser reparada - um botão que precisa de ser colocado, uma bainha para coser, entre outras coisas - não adie essas tarefas, e arranje esses problemas, ou então entregue as peças a quem os possa resolver.
 
No que diz respeito à arrumação das peças que realmente interessam, eis algumas dicas que podem ajudar:
 
 
1. Separe as peças por estação e retire de vista tudo o que, naquela estação, não faz sentido manter. 
 
 
2. Arrume peças que não vai usar mas pretende manter em sacos de vácuo. São do melhor para quem tem pouco espaço, já que diminuem em quase metade o espaço normalmente ocupado pela roupa. Valem mesmo a pena! Certifique-se, porém, que coloca as peças bem limpas e direitas lá dentro.

 

3. Separe a roupa consoante o tipo de peça em causa. De um lado casacos, do outro casacos, camisas/blusas, vestidos e saias.

 

4. Use cabides de boa qualidade, se possível iguais e colocados na mesma direção no roupeiro.

 

5. Coloque saquinhos anti-traça nos roupeiros e saquetas de cheiro, para dar um perfume suave e agradável à roupa.

 

6. Da próxima vez que comprar alguma coisa, certifique-se que necessita mesmo daquela peça e que vai combinar com, pelo menos, 5 peças que já tem, dando azo a, pelo menos, 5 looks distintos.

 

7. Caso tenha dificuldade em desfazer-se da roupa, quando comprar uma peça nova, retire uma a duas antigas.

 

8. Equacione aderir ao armário cápsula.

A ideia aqui passa por selecionar um número limitado de peças e, com elas, conseguir fazer os coordenados TODOS de um certo e limitado período de tempo. Em regra, uma estação.

Para o conseguir, é importante selecionar alguns básicos e neutros, de qualidade, e juntar-lhes outras peças que goste muito e que sejam todas perfeitamente coordenáveis entre si.

Claro que, desta forma, terá menos peças, mas a certeza de conseguir fazer mais coordenados e potenciar tudo o que tem.

 

(Este é apenas um dos serviços personalizados que ofereço, enquanto consultora de imagem. Se precisar de mais informações sobre como se processa o mesmo, escreva-me para aminisaia@gmail.com.)

1 comentário

Comentar post

O que procura?

Sigam-me

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D