Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

06
Mai11

Entrevista a Daniela Ruah

Mónica Lice

Esta semana, a conhecida actriz Daniela Ruah esteve em Portugal, para falar da nova gama da Pantene, a Color Protect Pantene Pro-V, especialmente concebida para cabelos pintados.

 

 

A altura foi também aproveitada pela actriz para desafiar as mulheres portuguesas (com cabelos pintados) a participar num passatempo (que será lançado no site cabelopantene.pt), bem original, que lhes permitirá serem protagonistas de um anúncio da marca, tal como a actriz.

 

Nunca tinha falado com a actriz, mas achei-a simpática, de imediato. Super elegante e bonita, mostrou-se bastante profissional, e nem o facto de a minha ser a última entrevista do dia lhe retirou a boa disposição e o empenho. Ganhou mais uma seguidora do twitter!


Aqui fica a entrevista...

 

1. É uma pessoa que se preocupa com a beleza? Quais os seus rituais diários?

No dia-a-dia, costumo lavar o cabelo dia sim, dia não. Quando lavo faço-o com produtos da Pantene, os novos Color Protect, ainda por cima agora que pinto mais o cabelo. Uso, nomeadamente, o novo Fixador da Cor Concentrado, que é óptimo. O efeito do cabelo pintado dura 8 semanas, mesmo e usa-se como se fosse um condicionador, lava-se antes o cabelo com o champô normal (ou para cabelos volumosos ou para cabelos lisos) e depois colocamos como se fosse um condicionador, da raiz até às pontas, deixando actuar 2 a 3 minutos. E depois lava-se, normalmente.

Outros cuidados que tenho – a parte da alimentação. Tem tudo a ver com a beleza, porque a pele fica melhor, o cabelo fica melhor, sentimo-nos melhores, e logo brilhamos muito mais.

Evitar o stress, ou lidar com coisas que nos stressem o mais rapidamente possível, para não pesarem na nossa vida.

Exercício, claro – para termos a figura que queremos. Tenho um treinador pessoal, com quem estou uma vez por semana, que me vai ensinando exercícios novos e me pergunta o que comi esta semana, e essa pressão é a que preciso para comer como deve ser. E vou ao ginásio, em média 4 vezes por semana.

 

Esta é a nova gama, que podem conhecer em pormenor aqui.

 

2. Se me tivesse que eleger 5 produtos de beleza sem os quais já não vive, quais apontaria?

No que diz respeito aos cabelos, a linha Color Protect, toda ela, com particular destaque para o Fixador de Cor Concentrado. Assim, aconselho vivamente os vários produtos que a Pantene tem, especialmente para cabelos pintados, neste caso.

Em relação à pele, uso um creme que adoro, que já uso há uma ano e tal, que é da Hungria. É duma marca nova que começaram a expandir recentemente e que se chama Omorovizca. Tem vários produtos diferentes e depois de os ter começado a usar fiquei com uma pele muito mais saudável e menos seca.

Muita água, também.

Nomear 5 produtos é muito difícil. Ao nível da pele, acho que é muito importante não a “fartar” com um só produto, porque depois a pele acaba por ficar oleosa e seca, deixando o produto de funcionar.

 

3. Costuma pôr em prática alguma máscara caseira ou truque de beleza caseiro?

Devo dizer que não costumo fazer muitas máscaras. Se vou a uma esteticista, fazer um qualquer tratamento facial, aí sim, elas fazem-me máscaras. Agora sozinha, em casa, não costumo fazer.

 

4. Está aqui por ser, mais uma vez, o rosto da Pantene - uma reconhecida marca de produtos capilares. Enquanto actriz, qual a importância do cabelo na sua profissão?

A importância é imensa, como é óbvio. A importância do cabelo e a importância da saúde do cabelo. Como mulher, e independentemente da profissão, o cabelo é importantíssimo – é a moldura da nossa cara, quando acordamos de manhã e temos aquele “bad hair day” , há qualquer coisa na nossa auto-estima e confiança que falta. Pode parecer algo de mais superficial, mas não é. Qualquer mulher passa por isso e é por isso que a saúde do cabelo é tão importante bem como o uso de produtos certos. No meu caso, para cabelos pintados, não preciso de me preocupar diariamente tanto com tantas coisas porque o meu cabelo está saudável, em geral, e é muito mais fácil a manutenção.


5. Com que idade começou a pintar o cabelo?

Comecei a pintar o cabelo há já bastante tempo. Eu ainda não tenho cabelo brancos, mas quando era miúda a minha mãe não me deixava ter nem tatuagens nem piercings, e dizia-me: “Se queres fazer qualquer coisa, pinta o cabelo, que não é permanente.”.

Comecei, então, a pintar o cabelo – uma vez apareci em causa com o cabelo cor-de-laranja, numa outra, descolorei o cabelo todo, que ficou todo estragado, e tive que o pintar de castanho no dia a seguir. E como sou morena, não me fica bem o louro aqui nesta pele. Depois fiz umas madeixas, já mais “normais”, para dar tons diferentes ao cabelo. Acabei por me fartar desse look e desde há dois anos para cá que comecei a pintar o cabelo da minha cor original – o castanho chocolate. Se nasci com o cabelo desta cor, é porque fica bem! (Risos)

 

6. Quando experimentou, pela primeira vez, a nova colecção Color Protect Pantene Pro-V, o que achou?

Achei óptima – nota-se logo, a primeira vez que se usa. A máscara, por exemplo, se se usar 3 a 4 vezes por semana, o cabelo fica muito macio e super brilhante. A cor pintada dura muito mais tempo. Em vez de começar a desvanecer ao fim de duas semanas, é só ao fim de um mês/mês e meio. O tal Fixador de Cor Concentrado ajuda mesmo a cor a agarrar-se ao cabelo.

Notei também o brilho, a saúde, o movimento e, além disso, a Color Protect Pantene Pro-V tem duas vertentes: para quem quer ter o cabelo volumoso, uso o champô para volume, e tem, na mesma, a protecção de cor. Quem não quiser volume, usar o Liso e Sedoso, que também fica na mesma com a protecção da cor, o que é óptimo.

 

7. Como actriz, o que tem significado para si esta parceria com a Pantene?

Senti-me muito privilegiada, não só porque a Pantene é uma boa marca, e uso-a há muitos anos, mas também porque, quem me conhece (e apesar dos meus anúncios não passarem para fora de Portugal) e me poderá contratar para outras coisas, basta fazer o mínimo de pesquisa sobre mim para saber que me associei à Pantene. Trata-se duma marca internacional de prestígio – a Gisele Bündchen faz parte desta marca, a Catarina Furtado também, em Portugal. A Pantene sempre teve caras e pessoas de confiança a representarem a marca, logo não hesitei, de forma alguma, em fazer parte da campanha.


8. Imagine que lhe ofereciam um papel de protagonista num novo filme, no qual tinha de rapar o cabelo. Fá-lo-ia?

Acho que a Pantene não ficaria muito feliz com essa situação... (Risos) Se a decisão fosse só minha, acho que o faria. Mas nunca o faria sem ser por um bom papel. Confesso que sempre tive curiosidade, pois já tive o cabelo curto, mas nunca rapado. Além disso, o facto de ter o cabelo rapado muda completamente a nossa postura, porque ter cabelo é algo de tão feminino. Imaginando que eu seria um tipo de personagem que rapa o cabelo, ou uma mulher doente, a fazer quimioterapia, logo ter o cabelo rapado imagino que me daria alguma fragilidade na imagem, o que seria bom para o papel.

 

9. Qual a sensação de ser considerada uma das 100 mulheres mais bonitas do Mundo pela revista Maxim Americana?

Como deve imaginar, a palavra “sensual” não entra no meu vocabulário quando estou a pensar em mim própria. Isto porque eu conheço os meus defeitos e as coisas que não gosto em mim, mas é claro que é sempre um elogio enorme, ainda por cima uma coisa que, pelos vistos, se soube pelo mundo todo. E se trouxer mais trabalho, ainda bem!

 

10. No dia-a-dia, costuma se produzir ou prefere não o fazer?

Gosto de um look natural mas arranjado. Não preciso de andar de saltos todo o dia, posso estar de jeans e uma t-shirt e o cabelo minimamente arranjado. Uso pouca maquilhagem.


11. Qual a sua relação com a moda? Tem algum ou alguns criadores favoritos?

Tenho que confessar que não ando sempre em cima da parte da moda. Observo a moda sem stress – não sinto necessidade de seguir a moda. Tendo vestir o que gosto e o que acho confortável. Há coisas da moda que adoro, há outras que não gosto. Sou grande apreciadora da moda mais “antiquada” – gosto de vestidos mais Anos 40. Acho que as Décadas de 40 e 50 puxavam muito pelo lado feminino, sem necessariamente mostrar muito a pele, mas as curvas estavam lá. Isso é algo que eu aprecio muito.

Quanto a criadores, aqui em Portugal, gosto dos Manéis, Alves/Gonçalves, do Faísca, entre outros. A nível internacional, adoro a Yves saint Laurent – acho que fazem vestidos lindos de passadeira vermelha. Há um maquilhador que trabalha comigo, que adora moda e está farto de me tentar convencer a comprar um smoking feminino da Yves saint Laurent. A Kate Moss e outras pessoas têm o fato há anos, usam mais do que uma vez, nunca passa de moda. Pode ser que venha a ser a minha próxima compra, mas é caríssimo...

 

12. Lembra-se da última peça de roupa ou acessório que comprou?

Eu sou grande fã da Lucky Brand Jeans e acho que foi um top de Verão daí.

 

13. Costuma ler blogs?

Tenho pouco tempo – o tempo que me sobra normalmente é para ler um livro ou para ver as notícias. Leio algumas coisas, aqui e ali – gosto de acompanhar a opinião das pessoas sobre a série. Ver o que estão a gostar e o que não estão a gostar, sem pressão em minha própria. Há opiniões que podem deitar uma pessoa abaixo, mas não permito que isso aconteça.


14. Sei que tem Twitter (twitter.com/danielaruah) – qual a importância das redes sociais para si? 

Eu gosto do Twitter – acho que é uma invenção óptima porque antigamente o meio artístico era tão distante do meio não artístico, e as pessoas não tinham noção nenhuma da humanidade das pessoas que estavam do outro lado. São pessoas com problemas normais. Gosto também imenso de responder às perguntas dos fãs e relacionar-me um pouco com eles.

Por exemplo, eu e o meu colega da série, que faz de Deeks, fartamo-nos de mandar bocas, no Twitter, mesmo para as pessoas verem. E acham piada, porque a relação na série é parecida com a relação cá fora, de amizade e de “boa onda”. Também gosto do facto de dar para pôr fotografias. E felizmente que nunca apanhei nenhum maluco – mas se apanhar também fica logo bloqueado.

 

15. Mudando de assunto, e uma vez que o mini-saia é lido por muitas jovens, algumas delas aspirantes a actrizes. Que conselhos lhes daria, de modo a prosseguirem o seu sonho?

Se quiserem começar por aparecer na televisão, há agora um concurso no cabelospantene.pt ou se se tornarem fãs no Facebook do Cabelo Pantene. Depois devem fazer o upload de uma foto que mostre o seu melhor look com o cabelo pintado (qualquer que seja a cor). E se seguida devem dizer porque é que merecem ser as novas estrelas do anúncio do cabelo Pantene. O anúncio não será comigo – a vencedora será mesmo a estrela do anúncio. Se quiserem fazer algo como eu, esta é uma boa oportunidade. Serão seleccionadas 50 jovens, e depois as mesmas farão castings e testes de telegenia. A partir daí escolher-se-á a vencedora. A minha experiência pessoal tem sido super divertida, pelo que aconselho essas meninas a tentarem a sua sorte. Quem sabe se não poderão ser escolhidas para uma Agência de Modelos, aparecer na televisão e ter outras oportunidades. A ideia é exporem-se o mais possível, dentro de algo associado a uma imagem saudável, claro.

Quanto ao trabalho de actriz, é fundamental ter muita força de vontade, saber que se vai levar muitas, mas mesmo muitas negas, até ouvir uma resposta positiva. Haverá muito trabalho sem ser pago, antes de aparecer uma coisa melhor. É importante fazer o networking – ou seja, conhecer o máximo de pessoas do meio. Ter sempre cuidado, porque há pessoas que não só tão honestas, e prometem coisas que não são verdade. É importante ter imenso cuidado, para nos afastarmos dessas pessoas, ter os pés bem assentes na terra e ser flexível quanto ao futuro que poderemos ter.

 

16. Se não fosse actriz, o que gostaria de fazer?

Se não fosse actriz, tenho a sensação que estaria neste meio de qualquer forma – ou como coreógrafa, ou a começar a realizar, ou a produzir alguma coisa - vejo-me definitivamente nesta indústria, embora prefira representar. Por exemplo, o meu pai é médico e uma vez perguntei-lhe se ele tinha gostado que eu fosse médica. Ele respondeu: “És maluca! Nem pensar! Não fazes ideia sobre que vida é esta...!” (Risos)

Gosto, mas não me vejo como médica. Há coisas que gosto, mas acho que não praticaria nada dentro desse meio.

 

17. Vê-se algum dia a regressar definitivamente a Portugal?

É muito difícil responder a esta pergunta. Neste momento, não está nos meus planos, por motivos de contrato e porque estou a conseguir lançar-me numa carreira internacional, que era o que eu queria, pelo que não faria sentido o regresso. Talvez no futuro, daqui a muito anos. Gosto muito de Portugal, cresci aqui, mas fica em aberto.


18. E agora, algumas questões de resposta rápida:

a. Cidade Favorita? Nova Iorque.

b. Um destino de férias que adora e outro que queira conhecer? Adorei conhecer Cuba e gostava de conhecer a Itália.

c. O que traz sempre na carteira? O telemóvel e o Spray de Brilho Instantâneo Color Protect. É ideal para aqueles dias em que viajo muito, em que o cabelo fica mole e sem brilho, e coloco-o – o cabelo fica logo com um ar mais limpo e brilhante.

d. O perfume preferido? Bombshell da Victoria's Secret.

e. Prato favorito? Amêijoas à Bulhão Pato.

f. Bebida? Água.

g. Fruta preferida? Manga e ananás.

h. A cor que mais gosta? Vermelho.

i. O livro que mais a marcou? The Last Lecture de Randy Pausch.

j. Uma música de sempre? Bohemian Rhapsody dos Queen.

k. Noite ou dia? Não consigo escolher. Estou vivaça quer de dia, quer de noite. E acontecem coisas giras de dia e à noite, pelo que não consigo escolher.

1 comentário

Comentar post

O que procura?

Sigam-me

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D